Blog

23 Maio, 2021
Derrame ocular
por Rui Avelino | Superfície Ocular

Os derrames oculares caracterizam-se pelo surgimento de uma mancha vermelha de sangue no olho (parte branca), em consequência da ruptura de algum dos vasos sanguíneos ou capilares que se encontram na conjuntiva ocular (membrana muito fina que recobre o olho).

Normalmente não ameaça a sua visão e não é doloroso ou perigoso.

Principais causas

  • Aumento brusco da pressão arterial provocado por espirros, vómitos ou tosses fortes que provocam a rutura dos capilares.
  • Um golpe ou traumatismo no olho e não é preciso que o traumatismo seja muito forte.
  • Ingestão de medicamentos com capacidade para alterar a coagulação sanguínea (por exemplo uma aspirina).
  • Doenças como hipertensão arterial, diabetes ou qualquer outra que altere a coagulação normal do sangue (por exemplo plaqueta baixas ou INR elevado).

Tratamento

Em geral, nenhum tratamento é necessário. A vermelhidão pode se espalhar e ficar amarelo antes de desaparecer completamente do olho. Isso pode levar 1 a 2 semanas.
Se o olho estiver desconfortável ou arenoso, podem ser usados ​​colírios ou pomadas lubrificantes. 

Quando ocorre um derrame é aconselhável controlar e rever regularmente a tensão ocular.

Não existe um padrão rigoroso para prevenir o surgimento de derrames oculares, mas podemos tentar controlar certos fatores que possam provocar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *