Cirurgia do chalázio

INÍCIO / cirurgias / oculoplastica / cirurgia-do-chalazio

O que é

O chalázio é uma lesão inflamatória lipogranulomatosa crónica, causada pela obstrução da secreção sebácea nas glândulas de Meibomio.

O objetivo da cirurgia é remover o pequeno quisto ou nódulo formado.

Perguntas Frequentes

Corresponde a um aumento de uma glândula sebácea (Meibomio) na região palpebral causado por uma obstrução da abertura da glândula.

Pode afetar apenas um olho ou os dois olhos ao mesmo tempo.

Pode ser confundido com um ordéolo.

Pode-se apresentar de uma forma inflamatória (nódulo vermelho e doloroso) ou enquistada (nódulo indolor).

Pode causar edema palpebral, dor, sensação de peso e irritação ocular. No entanto, esses sintomas desaparecem alguns dias depois, ficando um volume arredondado e indolor na pálpebra, no qual vai crescendo lentamente.

Por vezes, o chalázio continua a crescer, provocando dor permanente e até provocar visão turva, dai a necessidade de o remover cirurgicamente.

Blefarite
Eczema palpebral
Acne rosácea
Astigmatismo
Diminuição da acuidade visual

A maioria dos chalázios desaparece ao fim de 2 a 8 semanas.
Devem ser aplicadas compressas quentes (idealmente varias vezes ao dia)
Pomada (antibiótico + corticoide)
Higiene palpebral
Drenagem cirúrgica
Remoção cirúrgica

Perguntas Não Frequentes

É uma infeção causada por uma bactéria (Estafilococos).

Corresponde a uma inflamação aguda e supurativa das glândulas sebáceas da pálpebra (glândula de Moll ou de Zeiss).

Geralmente começa com sinais de rubor, sensibilidade aumentada e dor na região palpebral.

Seguidamente surge uma pequena área arredondada, sensível e edemaciada.

O olho pode lacrimejar, ficar sensível á luz e ter a sensação de ter algo no seu interior (tipo sensação de corpo estranho).

Na maioria dos casos, surge um pequeno ponto amarelo no centro da zona inchada, normalmente no bordo palpebral.

Ao fim de 2 a 4 dias, pode-se romper, libertando uma pequena quantidade de conteúdo purulento.

No caso de ser um ordéolo interno, a dor e os sinais inflamatórios podem ser mais intensos, podendo por vezes associar-se a febre.

Compressas quentes
Antibiótico + Anti-inflamatório (ambos pomada)
Drenagem cirúrgica
Higiene palpebral

É uma inflamação das glândulas de meibomio, crónica, devido a uma alteração da sua função secretora.

Apresenta um aspeto irregular e eritematoso do bordo livre palpebral e secreção espessa.

Pode dar origem a um chalázio, conjuntivite papilar e erosão recorrente da córnea.

O tratamento pode passar pela toma de tetraciclinas ou eritromicina, assim como higiene palpebral, lágrimas sem conservantes e corticoides.

É uma infeção cutânea (poxvirus), benigna, nodular umbilicada e da cor da pele.

Remoção cirúrgica se indicada.

© 2019 Clínica Oftalmológica Dr. Avelino Resende | Política de Privacidade

Desenvolvido por O Carapau Criativo, 2019